24.2.12

Dentro de mim



Foi simplesmente incrível a maneira com que a nossa amizade surgiu, como 
minha dependência de você era recíproca, assim como o amor que 
nasceu em mim. Me lembro de todas as suas palavras doces , seu jeito 
sensível, suas atitudes românticas. Tudo ao meu redor passou a me lembrar 
de você, ou porque você ama, ou odeia, ou porque você nunca havia 
mencionado aquilo. Foi simplesmente incrível a maneira com que alguns 
minutos, algumas palavras, conseguiram destruir muitas esperanças, ferir 
tantos sentimentos cultivados por tanto tempo. Eu continuo escutando as 
músicas que você dizia dedicar pra mim, vejo os filmes que você tanto 
falava, assisto as séries que você é viciado, faço o que posso pra te manter 
vivo aqui, dentro de mim. Depois de algumas semanas sem falar com você, 
começo a entrar em desespero, minha mente prega peças em mim, criando 
cenários que eu não gostaria de ver nem eu meus pesadelos, dando respostas 
para as perguntas que me assombram. Onde você está ? Como você está ? 
Com quem você está ? Eu tento me enganar dizendo que não preciso de você 
aqui, minha mente me força a lembrar do seu rosto, e meu coração continua 
acelerando ao ouvir seu nome. Dentro de mim muita coisa mudou, o amor por 
você ficou frágil , quebradiço. Mas continua aqui, a cada dia se torna mais 
presente nas minhas atitudes. Uma parte de mim sabe que eu preciso te 
esquecer, mas outra parte de mim ainda fica olhando o celular a cada minuto 
pra saber se você está me ligando.

3 comentários:

Dois em Um disse...

amei seu blog.. estou te seguindo tb ;)

§Van..Castro§ disse...

te seguindo..adorei aki.bjinhs

Carol Bortolo disse...

obrigada :)

Talvez Poeta © Theme By SemGuarda-Chuvas.