5.1.12

.

                                    
Eu minto. E eu sou uma bela de uma mentirosa. 
Porque eu posso te dizer que te amo, e não te amar. 
Por que eu disse que senti sua falta mesmo? 
Oh amor, eu não senti. Eu posso fingir um sentimento 
sem que você note. Eu posso escrever um texto sobre o 
amor sem ter nunca amado. Eu nunca amei. Eu só escrevo 
sobre o amor. Por que eu faço isso? Porque eu sou uma mentirosa. 
Porque eu posso te enganar, e não quero que você sofra. 
Eu posso enganar a todos com minha sabedoria falsa, com 
minha cultura mentirosa, com meus argumentos imaginários. 
Eu posso fazer você me amar, sendo que esse seu amor, é uma 
mentira. E nem mesmo você sabe disso. Eu posso fazer de tudo. 
Mas eu não posso mentir pra mim mesma. Porque eu não sei o 
que é amor. Eu não sei se já senti, não sei se nunca senti. 
Eu preciso parar de mentir pra todos. Incluse pra mim mesma, 
porque assim, talvez, eu aceite que na verdade, eu sempre te amei

Nenhum comentário:

Talvez Poeta © Theme By SemGuarda-Chuvas.