2.9.11

Me acorde quando setembro acabar

O verão chegou e também passou
assim como a inocência nunca dura
lá vem a chuva de novo, no cair das estrelas
encharcada na minha terrível dor me tornando quem eu realmente sou
enquanto minha memória descansa, ela nunca esquece o que eu perdi

assim como a inocência nunca dura
Me Acorde Quando Setembro Acabar
quero tocar os sinos novamente como eu fiz quando a primavera começou
assim como meu amor se foi
quatro anos se passaram muito rápido
Me Acorde Quando Setembro Acabar



Nenhum comentário:

Talvez Poeta © Theme By SemGuarda-Chuvas.