14.1.11

Cartas para você.



O mundo está tão moderno, tão avançado em todos os aspectos. Claro que isso é bom -por um lado-, pois nos propicia inúmeras coisas que aumentam nossa qualidade de vida. Porém, venho percebendo que tantas coisas são perdidas nesse processo!
Refleti sobre isso recentemente, através de uma conversa com uma amiga.
Fiquei surpresa quando ela me disse:
- Ana, qual o seu endereço? Quero te mandar uma carta. Eu adoro cartas, é tão bom recebê-las, esperar pelo carteiro... É mais emocionante do que receber um e-mail!
Confesso que parei para pensar sobre a questão das cartas. E senti falta delas. Quando criança, tinha diversos amiguinhos de outros estados, com os quais trocava cartas esporadicamente. O dia em que recebia uma correspondência era, sem dúvidas, especial. Ao longo dos anos, recebi cartões postais, cartas longas, cartas curtas, quase bilhetes, etc. E guardo todas até hoje. Outra coisa que me emociona muito, são os cartões. Por que não se usa mais escrever cartões em datas especiais, como aniversário, casamento, formatura? Será que tudo foi trocado pelo e-mail, sinônimo de praticidade? Está certo que sou suspeita para falar. Afinal, acho que é dos escritores essa necessidade da palavra escrita, ver as letras desenhando-se no papel, a caligrafia de cada um, que é sempre tão única - dizem até que revela traços de personalidade! Tão romântico ver as carteiras se abrindo, revelando, num cantinho, meio escondida, meio amassada, aquela carta endereçada a você! Saudades de abrir os envelopes, com cuidado para não rasgar, sentir o cheiro da tinta ainda molhada, ver os borrões - às vezes causados por lágrimas -, analisar cada letra em particular, ler, reler, guardar, levar no bolso, ler na fila do supermercado, reler numa noite de insônia - a carta ali, tão simples, tão certa, sempre à mão... Tudo bem que cartas demoram tanto para chegar, tudo bem que tem a ansiosa espera pelo carteiro, mas, e daí? Elas chegam no final, e é isso que importa.

Nenhum comentário:

Talvez Poeta © Theme By SemGuarda-Chuvas.