26.12.10

Talvezes.



Não se preocupe se ela foge do seu abraço, ou se ela evita o seu olhar. Não se importe com o fato de ela ser a única a não rir das suas piadas; não a queira mal se ela não dançar com você, ou não atender suas ligações. Não se preocupe, nem leve a mal. Talvez ela fuja de seus braços por ter medo de nunca mais querer largá-los; talvez ela evite seu olhar porque fica ruborizada ao saber que você olha para ela. Talvez ela não ria das suas piadas por temer que descubram que ela te ama. Talvez ela nunca dance com você porque as pernas dela tremem em sua presença, e os pés dela simplesmente não a obedecem quando você está por perto. Talvez ela não atenda a sua ligação porque não sabe o que dizer, porque não consegue respirar quando escuta a sua voz. Talvez ela seja uma menina apaixonada que ainda não aprendeu a lidar com esse sentimento. Talvez ela seja apenas um coração arredio, esperando para ser cativado. Quem sabe seja apenas uma menina carente de amor, aprisionada em sua vergonha e em sua timidez. Ou talvez ela simplesmente te ame tanto, tanto, ao ponto de não saber como demonstrar.

Nenhum comentário:

Talvez Poeta © Theme By SemGuarda-Chuvas.