14.11.10

Meus Sentidos

Hoje eu acordei sem saber muito o que fazer e o que exatamente pensar. Hoje eu acordei sem o que fazer, sem fome, sem alegria de viver, sem vontade de falar, sem vontade de sair, sem inspirações, sem beleza, sem disposição, sem sentidos; hoje acordei sem rumo nenhum. O que fazer em um dia como esse ?
Nada, apenas espero passar o silêncio e a escuridão,conto até dez, olho para o relógio que conversa comigo sobre esse confuso tempo olhando as horas, minutos, segundos passarem. Para mim esse tempo não tem fim,as vezes com o passar do tempo ele pode curar algumas coisas, nos fazer esquecer algo. Mas para mim já é diferente, como eu disse o relógio conversa comigo, só eu e ele sabemos como seguir a cada dia humildemente. Ele me diz o que eu devo ou não fazer no tempo certo, as vezes posso acordar sem sentidos por causa dele, as vezes posso me apaixonar por culpa dele, as vezes posso sofrer por conta dele, mais acima de tudo eu o considero como meu melhor amigo, minha inspiração para tudo, minha razão de viver, esse amigo é único ninguém o conhece melhor do que eu, somos como corpo e alma. Quer saber o nome desse relógio que é o meu melhor amigo ? É o meu coração.


Nenhum comentário:

Talvez Poeta © Theme By SemGuarda-Chuvas.