11.11.10

Livro sem escrita


Ando tão distraída. Gostaria de entender o entender. Por que eu não entendo? Eu tento me entender mas não consigo. Então eu andei pensando que se eu entendesse o entender, ou o não entender, eu entenderia. Mas não entendo nem isso. E você também não está entendendo. Eu tentei saber quem eu sou mais eu me peguei pensando que eu era outra pessoa, porque me desconheço. Acho que sou ilusão, ou qualquer coisa do gênero que eu não sei explicar, porque não entendo. Eu só entendo que é natural não entender ou não. Mas eu acho que todo mundo se conhece o bastante para saber quem se é. Eu não. Talvez eu entenda meu cachorro, mas eu não me entendo, e eu gostaria de entender. Eu não sei do que eu gosto, o que eu faço, porque eu faço. A realidade não consegue me agarrar, já tomei muitos choques de realidade, mas nunca aprendi a parar de sonhar. Eu acho que eu acho que eu sou de um jeito, mas não sou. Tento me aprofundar em mim mesma, mergulhar em meus sentimentos, mas é confuso. Aí eu entendo que eu só sei amar. Eureka. Eu me preocupei tanto em amar, me dediquei tanto ao amor. Hoje eu sei amar... Mas não sei quem sou.

Nenhum comentário:

Talvez Poeta © Theme By SemGuarda-Chuvas.