26.11.10

Horas em que eu morro


Hoje eu penso diferente sobre a minha vida, todos os dias ao levantar no início da manhã já começo meu dia com a certeza de que será o último, mais ele nunca chega. Depois que você partiu minha vida tomou outro rumo e fico perdida. Você diz que não me ama mais como me amava ontem, foram essas palavras que mataram o meu coração. Eu sinto que não estou viva, porque não como e nem bebo mais, não ando, não falo, não penso, apenas vivo essas morte intensa. Desde o dia em que você se foi nunca perdi minhas esperanças de poder vê-lo e toca-lo outra vez mesmo sabendo que seria impossível, já faz algum tempo e ainda hoje espero você voltar mesmo tendo a certeza que não vai vir, mais eu não tenho pressa porque vou
esperar mais uma vez tranquilamente a nova morte e enquanto eu espero alegremente vou continuar pensando em você e vivendo os nossos antigos momentos que ainda não morreram e está guardado dentro do meu cofre do meu coração..

Nenhum comentário:

Talvez Poeta © Theme By SemGuarda-Chuvas.