4.6.14

Soneto à Caroline

Há muito tempo já deveria ter postado isto. Um presentinho que ganhei do meu amigo que fez totalmente dedicado a mim. Um soneto lindo e criativo feito por Samuel Balbinot; desculpe a demora para postar, nunca esqueci deste soneto, mas agora consegui tirar um tempinho para postar e agradecer, " Lapidando Versos"

"-Um presentinho antecipado de natal.. pela tua amizade e pela pessoa centrada que vejo em ti, me veio a mente umas rimas e fiz um soneto a você... espero que fique do teu gosto... se desejar postar, fique a vontade, beijos e boa noite." (Samuel Balbinot)


Na pureza da tua alma menina...
Coberta pela manta celestial...
Vejo as cores alegres da divina
Mãe a te proteger ao natural;

No teu coração a luz predomina...
Brilha no peito teu como um cristal...
Carregada com amor que fascina
Os corações menina angelical;

Feche os olhos e sinta a vibração...
É Deus tocando no teu coração...
É a fonte de amor vivendo em ti;

Na luz dos olhos teus eu bem que vi
A magia real... que ela não termine
De brilhar dentro de ti Caroline;

31.3.14

Quanto tempo perde-se na vida?


Uma idade qualquer que esteja no meio do trajeto. E só aí a gente descobre que o nosso tempo não pode continuar sendo desperdiçado. Fazendo uma analogia com o futebol, é como se agente estivesse com o jogo empatado, no segundo tempo, e ainda se desse ao luxo de atrasar a bola pro goleiro. Ou fazer tabelas desnecessárias. Quanto esbanjamento. E esquecemos que não falta muito pro jogo acabar... Sim, é preciso encontrar logo o caminho do gol. Sem muita frescura, sem muito desgaste, sem muito discurso. Pois tudo o que a gente quer, depois de uma certa idade, é ir direto ao assunto. Pessoas experientes já não cozinham em fogo brando. Não esperam sentadas, não ficam dando voltas e voltas.E não necessitam percorrer todos os estágios.Queimam etapas. Não desperdiçam mais nada. Uma pessoa é sempre bruta com você? Não é obrigatório conviver com ela. Não desperdiçara mais nada ao aproveitar tudo que já perdeu. Paciência só para o que importa de verdade. 
Paciência para ver a tarde cair. Paciência para degustar um cálice de vinho. Paciência para a música e para os livros. Paciência para escutar um amigo. Paciência para aquilo que vale nossa dedicação. Pra enrolação, um atalho. O maior possível! Sem muita frescura, sem muito desgaste, sem muito discurso. Pois tudo o que a gente quer, depois de uma certa idade, é ir direto ao assunto. 

15.3.14

Algumas folhas de outono

 Ao cair as primeiras folhas pelo chão por esses dias, já iniciando um ótimo outono, observei muitas das folhas secas espalhadas por aí, e dessas folhas se via diversas cores... cores que davam vontade de lembrar; cores que não se conseguia desviar o olhar; simplesmente cores de outono.
 Cada folha que cairá, me fazia pensar em tantas coisas... aquela brisa passando por mim e trazendo aquelas folhas amareladas me davam vontade de pensar no quanto caminhei até aqui; no mais um ano de vida; e naquele amor que me tira atenção de tudo me fazendo boba.
 Pensar... e Amar... Tarefas que já não dá pra deixar de fazer; pensar em cada detalhe da vida, cada minuto se passando; e amar? Somente aquele que esta lembrando de mim, aquele que mesmo eu ignorando por deslizes continua a sorrir e a lembrar do que se mantem ainda aceso por dentro. É como se amor ainda existisse, e penso chama-la de esperança, pois este elo não se rompe.
 Agora nesta fase, com todas essas folhas soltas, logo logo poderei plantar muito mais e fazer minha parte porque sei exatamente o que precisarei colher depois. Aquelas folhas que a brisa me trouxe, deixaram minha mente tranquila e ansiosa para um dia apreciar uma plantação e colher o que tenho direito.

13.3.14

Desajustes

 Sabe quando se tem aquela sensação de que tudo esta fora do lugar?! Ou, tudo esta dando errado?! Parando tudo para pensar um pouquinho e olhando o mundo a volta, dá para notar minha coisa fora do lugar sim, pena que muitos veem, mas ignoram.
 Meu olhos não aguentam e sempre caem lágrimas ao ver tanta coisa ruim ao sair de casa, é como se não existisse mais dialogo entre os seres humanos, o amor, o respeito e tudo mais, são tantas as vezes que me sinto perdida no meio de todos esse desajustes da vida, sei que não sou perfeita, mas gosto de mostrar o lado bom das coisas para quem estiver ao meu lado, pois são tantos desajustes que cada um tem que a vida acaba se torando uma missão complicada.
 Por esses dias, como sempre, tive vários desajustes e uma certa confusão no coração, por um dia muita alegria e outros uma vontade incontrolável de chorar, esta cabecinha aqui estava uma bagunça, mas o interessante de passar por isso é essa parte de não entender o porque de tudo isso, e a duvida chega a se tanta que vem aquela vontade de buscar as respostas e então aos poucos o quebra-cabeça a ser montado e todo aquele desajuste basicamente se resolve, não tem como não aprender com tudo isso, parece que a alegria e a tristeza sempre tem algo para mostrar, a cada momento que se sente assim logo vem os pensamentos com nas respostas que antes buscava.
 De semanas desajustadas, hoje passou para totalmente ajustada e como sempre mais um aprendizado para simplesmente acordar amanhã e começar tudo de novo.

3.3.14

Uma época

 Chegou o mês mais bonito do ano, aquele mês que as folhas caem e vem aquela virada no tempo, um mês cheio de mudanças. E ainda vem aquela linda estação de outono, refrescando aquele verão de fevereiro que ninguém aguenta. É simplesmente março, um mês lindo.
 Todo ano ao chegar esse mês eu fico sempre pensativa, pra mim sempre foi assim, o mês de por a cabeça no lugar, para refletir num bucado de coisas, e ainda passa tão rápido, chegou março, daqui a pouco é fim de ano e aí lá vem março de novo me dar as boas vindas. Mas ele sempre foi especial pra mim e sempre faço o possível para aproveitar a cada dia dele, ele sempre me traz lembranças ou até coisas novas para seguir em frente, aprendo com ele a cada ano que passa... acho que são tantas coisas que este mês tem de bom que não consigo achar palavras certas que possam explicar o quanto significa pra mim.
 A única coisa que sempre digo com o coração cheio de alegria, é que este mês faz parte do meu calendário como aquele mês em que eu cheguei neste mundo e muitos me receberam com amor, um dia reservado pra mim neste mês cheguei para a mamãe e papai com aquele chorinho de alegria, e agora chegando aqui neste mês mais uma vez para completar mais um e tão esperado ano de vida.

Talvez Poeta © Theme By SemGuarda-Chuvas.